sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Entrando no Universo Linux

Sou um novo usuário de Linux e pouca coisa sei a respeito, mas creio que em breve poderei aprender e compartilhar minhas experiências com o sistema.
O maior problema que me deparei para quem quer começar a usar Linux é saber qual a distro mais adequada e qual escolher. Esse foi o meu problema inicial.
Evidente que há sites e blogs dedicados ao tema e ajudam bastante quem quer começar a usar o sistema Linux. Eu li alguns textos tipo "Linux for beginners" e "Which distro is right for you" que me ajudaram bastante. Testei um monte de distros, inclusive algumas brasileiras.
Eis aqui algumas distros que testei:
1. LinuxMint 18, considerada a número 1 no DistroWatch.com, uma distro baseada no Ubuntu, bastante interessante e com certeza prática para quem está começando;
2. Ubuntu 16.04 LTS, muito legal e também fácil de usar. Uma boa distro para iniciantes;
3. OpenSUSE, um tanto complicada, embora intuitiva, não achei muito fácil para iniciante, principalmente por causa do firewall que broqueiou meus acessos a rede local e não conseguiu detectar minha impressora wireless. Para instalar a impressora tive que desativar o firewall, mas depois de ativado, não funcionou, mesmo estando instalada. Desisti do OpenSUSE;
4. Fedora Workstation, tal como Ubuntu, não tive dificuldade em usá-la. Entretanto, não sei porque, a velocidade de conexão da minha internet caiu consideravelmente, de 15 Mbps, que é a velocidade padrão que consigo no meu velho laptop de 2009, ficou em menos 1 Mbps;
5. CentOS, gostei, mas tive o mesmo problema do Fedora;
6. ElementaryOS, uma distro parecida com o Mac OS, baseada no Ubuntu, bastante insteresante, mas como o próprio nome diz, é elementar, ou seja, vem bem enxuta, e é preciso instalar os softwares que mais costumamos usar, tais como LibreOffice e outros;
7. ArchLinux, definitivamente não é indicada para iniciantes. Dificílima de usar, embora bem documentada, é indicada para usuário avançado;
Além destas, testei também as brasileiras DuZeru e GoboLinux, e outras tais como PCLinuxOS, Artegos, Apricity e Parrot e, no final, não fiquei com nenhuma delas.
Como tenho dois laptops antigos (2009 e 2011) optei pelas distros Zorin OS e Manjaro. A primeira baseada no Ubuntu e a segunda no ArchLinux.
E por que? Como usuário Windows por muitos anos achei essas distros parecidas com o que estava acostumado, além da facilidade de uso, tem a facilidade de instalação de softwares. É lógico que isso também depende de qual interface gráfica usar: Gnome, KDE, Xfce, Cinnamon, MATE e outras.
Um outro fator foi a questão do bendito "c cedilha", pois meus laptops são americanos e uso o teclado no layout English (US International), que em todas elas aparecia o "c" acentuado em CIMA, ao invés de em baixo. Problema fácil de resolver nas distribuições baseadas no Debian ou Ubuntu, mas difícil, pelo menos para mim, nas distribuições baseadas no Red Hat, tais como CentOS e Fedora (no Fedora resolvi sem problema, mas no CentOS não consigui). Já na Zorin e na Manjaro aplica-se a mesma solução para ambas.
Espero em breve poder falar mais sobre o Linux, por enquanto vou ficando por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário